Previdência privada – Descubra tudo sobre esse investimento!

Posted by on março 21, 2016 in Artigos, Seguros | Comentários desativados em Previdência privada – Descubra tudo sobre esse investimento!

Previdência privada – Descubra tudo sobre esse investimento!

Para quem quer garantir o futuro, com uma aposentadoria de valor condizente com o padrão de vida, a melhor maneira é contratar um plano de previdência privada. Ao fazer isso, no entanto, é preciso tomar algumas decisões importantes, como por exemplo, determinar o seu perfil como investidor e qual modalidade de plano é melhor.

Vamos ver alguns pontos importantes sobre a previdência privada, que podem ajudar você na hora de sua decisão:

Para quem é importante o plano de previdência privada

O plano de previdência privada é importante para qualquer pessoa que receba, atualmente, mais do que o teto do INSS e que não tenha qualquer outro fundo de pensão e ainda que não tenha se preocupado com a poupança para sua aposentadoria.

As vantagens de ter um plano de previdência privada

A principal vantagem de ter um plano de previdência privada é o benefício fiscal, que irá adiar o pagamento do Imposto de Renda para o momento de resgate da aplicação. Assim, o investidor pode acumular o capital sem pagar imposto, situação diferente de qualquer outra aplicação, onde deve recolher até 20% de Imposto de Renda sobre a rentabilidade de qualquer investimento.

Com essa vantagem, o investidor economiza dinheiro que pode ser reinvestido, garantindo uma poupança maior no futuro.

A previdência privada também obriga o investidor a pensar no futuro e programar sua aposentadoria, já que os planos de previdência privada penalizam quem saca o dinheiro antes de um prazo determinado.

As desvantagens de fazer um plano de previdência privada

Uma desvantagem dos planos de previdência privada são os custos, com taxas de administração ainda altas, bem maiores do que os fundos de investimento. Nesse caso, o investidor deve tomar cuidado para que tenha vantagens ao fazer o plano, procurando os mais garantidos e com taxas de administração que propiciem ganho no futuro.

Risco de um plano de previdência privada

Um dos grandes riscos da previdência privada é a falência da administradora do plano, por isso o investidor deve procurar uma empresa sólida no mercado e confiável. Além disso, é preciso cuidado com as taxas de administração e com os valores investidos, tomando as providências para que o valor não seja corroído pela inflação.

Evitando os riscos dos planos de previdência privada

Todo e qualquer investimento sempre tem algum risco. Assim, com investimentos de longo prazo, os cuidados devem ser maiores. O investidor deve escolher planos gerenciados por empresas tradicionais, com bom histórico no mercado, verificando também a rentabilidade do fundo através dos jornais e da internet e verificando ainda se o rendimento do plano está superando os índices de inflação.

Garantia dos planos de previdência privada

Caso o investidor tenha qualquer dúvida a respeito da administradora do plano de previdência privada, deve procurar a Susep – Superintendência de Seguros Privados, através do site http://www.susep.gov.br, que é a responsável pela fiscalização desse tipo de investimento. Se não estiver contente, poderá mudar de plano ou de administradora em qualquer momento, utilizando a portabilidade.

Como fazer um plano de previdência privada com mais de 50 anos?

Uma pessoa que tenha mais de 50 anos deve começar o plano de previdência privada com um valor bem mais alto, podendo utilizar algum capital acumulado ou se desfazendo de um veículo ou de um imóvel, por exemplo. Com o dinheiro, poderá começar uma boa previdência privada que até poderá beneficiar o cônjuge em sua falta.

Datas limite para começar um plano de previdência privada

Nenhum plano de previdência privada tem limite de idade para começar. Quanto menor a idade, menos terá que depositar mensalmente para garantir a aposentadoria. Assim, quem começa a pagar um plano de previdência privada aos 20 anos, poderá ter uma renda mensal de R$ 5 mil quanto tiver 60 anos se depositar mensalmente em torno de R$ 175. Esse valor aumentará gradativamente se começar o plano de previdência privada com mais idade.

Os planos de previdência privada só estabelecem limites de idade para contratos de risco, como pensão por invalidez ou pensão para mulher e filhos, que costuma ser de 65 anos de idade.

Diferença entre o INSS e os planos de previdência privada

Não há como comparar a previdência do INSS com um plano de previdência privada. Os regimes adotados são diferentes: na previdência pública, o contribuinte está pagando o benefício de outra pessoa que está aposentado, ou seja, quem contribui hoje paga para quem já aposentou, e isso vai sendo ao longo do tempo.

O plano de previdência privada é um plano de capitalização, quando o investidor tem uma conta de investimento que irá usufruir no futuro. A rentabilidade irá depender do tipo de investimento feito e das taxas de carregamento e de administração.

Assim, uma coisa nada tem a ver com a outra. Se o investidor contribuir o tempo necessário para a previdência social, terá sua aposentadoria paga pelo regime de reparte dos valores recolhidos pela previdência social. No caso do plano de previdência privada, terá os valores que contribuiu durante a vida.